segunda-feira, 27 de março de 2017

Sindicato Rural de Venceslau rebate situação da carne brasileira

Cidade
 INFORME 
O Sindicato Rural de Presidente Venceslau, diante das recentes acusações à cadeia da carne bovina no Brasil, vem à público para tranquilizar a população quanto ao consumo de carne. Temos um dos sistemas de inspeção comprovadamente dos mais seguros do mundo e não podemos nos alarmar por fatos isolados pontuais que aconteceram em algumas plantas frigoríficas. O Brasil da carne bovina é muito mais forte que isso, e nós vamos explicar o porque:

Pecuária
A pecuária é a única atividade presente em 100% dos municípios brasileiros, gerando mais de 7 milhões de empregos diretos, fatos que por si só elevam a atividade como uma das mais importantes do nosso país. Mas não é só isso. Temos o maior rebanho bovino comercial do mundo com mais de 215 milhões de cabeças, distribuídas em 170 milhões de hectares; somos o maior exportador de carne bovina e segundo maior rebanho comercial do mundo. Por aqui, cada brasileiro consome cerca de 40 quilos de carne bovina ao ano em média (número maior do que muitos países desenvolvidos). Os subprodutos do abate servem de matéria prima para diversos setores da economia; 49 segmentos industriais dependem diretamente do abate.

O pecuarista brasileiro é o que mais investe em tecnologia na reforma de pastagens. A média de lotação bovina no nosso país é de 1,3 cabeças por hectare, enquanto a média mundial gira em torno de 0,3 cabeças por hectare. Com a ajuda do pecuarista e toda sua tecnologia, o Brasil mantem preservadas 61% das áreas originais de floresta, ante a média mundial de 25%.

Todo esse empenho da cadeia pecuária é para suprir a demanda nacional e mundial pela carne. Estudos estimam que até 2050 o consumo de carne deve aumentar em 58%, e o Brasil está na vanguarda para suprir grande parte dessa demanda.

Inspeção Federal
O Serviço de Inspeção Federal (SIF) é comandado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) do Governo Federal. Cada frigorífico bovino registrado no MAPA deve receber uma equipe do SIF permanente, que controla a qualidade da carne que é produzida.

A empresa para obter o registro do SIF deve se enquadrar em vários procedimentos exigidos pelo MAPA, como Controle de Qualidade, Boas Práticas de Fabricação, Procedimentos Operacionais Padrão e proceder constantemente análises laboratoriais de água e demais componentes químicos em laboratórios credenciados pelo Ministério.

O SIF dentro do frigorífico realiza inspeções no curral antes do abate, confere documentação de gado, Guia de Trânsito Animal, verifica se a carne tem algum tipo de bactéria ou toxina que a torna inviável ao consumo humano e, nesses casos, procede a incineração da carcaça. Na expedição da carne, o SIF confere ainda as condições de temperatura de câmara fria e baú frigorífico de transporte, afim de manter a carne resfriada em temperatura padrão.

Todos esses procedimentos levaram o SIF a ser reconhecido mundialmente como referência em sanidade animal.

Exportação
Cerca de 400 dos mais de 4.300 frigoríficos brasileiros estão aptos a exportar a carne produzida no Brasil para quase 160 países. Para a exportação, a planta frigorífica além do registro no SIF deve requerer também a habilitação junto ao DIPOA – Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal, que emite o Certificado Zoosanitário Internacional (CZI), onde são verificados a saúde dos animais abatidos, condições de instalação e de utilização de insumos adequados dos frigoríficos e todo registro documental da carne produzida.

Todo esse controle chancelou a carne brasileira como uma das mais confiáveis do mundo por diversos anos consecutivos, fato que rendeu ao Brasil em 2016 o título de líder mundial de exportação de carne bovina, com um volume de 6,7 milhões de toneladas e um lucro na balança comercial brasileira de 14,2 bilhões de dólares. Hong Kong, China e Arábia Saudita são os nossos maiores clientes.

Carne Forte
Agora que você conhece mais sobre a cadeia da carne brasileira, consegue compreender que o universo que estamos falando é imenso. No Brasil temos 4.383 plantas frigoríficas registradas, onde apenas 21 estão sob investigação e somente 3 tiveram suas atividades suspensas. No quadro de servidores do MAPA, dos 11.300 funcionários, 30 estão sendo investigados.

São números ínfimos, mas que merecem ser apurados e investigados com todo afinco e responsabilidade. O alarde desmedido feito pela imprensa foi mais um duro golpe, causou danos que demorarão muito para serem revertidos.

O Sindicato Rural de Presidente Venceslau apoia as investigações mas reitera o seu compromisso com o produtor rural, sobretudo o pecuarista: a imagem do Brasil não pode ser maculada por conta de casos isolados que não representam a realidade da cadeia da carne do nosso país.

A reposta a esse imbróglio deve ser dada por toda a sociedade: nós conhecemos, confiamos e consumimos a carne brasileira!

Mas o produtor rural brasileiro é aguerrido o bastante para dar a volta por cima e vencer mais essa batalha. E nós do Sindicato Rural de Presidente Venceslau estamos juntos com o produtor, na linha de frente, lutando por justiça e pela valorização da carne brasileira.

Promoção na COOPERótica


População denuncia maus-tratos contra animais na cidade da criança em PP

Região
 INDIGNAÇÃO 
Segundo munícipe, situação ocorre há sete meses
(Foto: Cedida)
Cavalos magros e com sede, nas dependências do abandono. Essa é a situação dos animais da Cidade da Criança de Presidente Prudente. Algumas fotos e vídeos que circulam nas Redes Sociais mostram a realidade. Em uma postagem no Facebook, uma cidadã relata que é chocante ver o problema. “Isso é de chocar qualquer ser humano, os cavalos morrendo de sede em um lugar onde água é o que menos falta”, publicou.

Uma munícipe de Prudente conta que os cavalos estão na terra, em péssima situação e que antes eram bem cuidados. “Esperamos que as autoridades tomem as medidas cabíveis, contratem funcionários, veterinários. Tem muita coisa para se fazer, principalmente exames nesses animais. Isso tudo é um absurdo”, afirma.

Ela conta ainda que há sete meses a situação está dessa maneira. Na visão dela, o atual cenário é de descaso.  “Antes era um ponto turístico e de lazer. O que está acontecendo lá é um descaso, não só com os animais, mas com a área toda”, diz.

O Portal Bueno entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura de Presidente Prudente, porém não tivemos respostas até o fechamento da reportagem.

Veja o vídeo:
video

Aproveite as novidades de hoje na Farmais


Brasil precisa agir o quanto antes, diz União Europeia sobre exportação de carne

Brasil
 OPERAÇÃO 
(Foto: Reprodução)
A credibilidade da carne brasileira por parte da União Europeia depende apenas do Brasil, que precisa garantir o controle sobre a produção do setor agropecuário, declarou hoje (27) o comissário de Saúde e Segurança Alimentar da União Europeia, Vytenis Andriukaitis, em visita à Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), em Manguinhos, zona norte da capital fluminense. “O Brasil precisa agir o quanto antes, tomar medidas rapidamente, com boa cooperação e entendimento mútuo”, disse ele. 

A visita de Andriukaitis ao Brasil estava marcada desde antes da Operação Carne Fraca e, segundo ele, será uma oportunidade para discutir estratégias de cooperação para solucionar o problema da queda das exportações das carnes brasilerias. A União Europeia suspendeu a importação de frigoríficos investigados pela Polícia Federal.

As investigações da operação Carne Fraca revelaram um esquema envolvendo fiscais agropecuários a serviço do Ministério da Agricultura e donos de frigoríficos nos estados do Paraná, Minas Gerais e Goiás. A PF afirma que os fiscais investigados recebiam propina para emitir certificados sanitários sem fiscalização efetiva da carne.

O representante do bloco europeu se reúne amanhã com vários ministros em Brasília, dentre eles o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi. Um dos temas da pauta serão as medidas que estão sendo tomadas para melhorar os instrumentos oficiais de controle sanitário, de qualidade, transparência e fiscalização do setor.

“Sem isso, não há chance de manter um comércio comum”, disse ele ao ressaltar a importância da parceria do bloco com o Brasil: “O Brasil é um parceiro comercial muito importante, precisamos ver como continuar com essa boa parceria. A única forma é garantindo 100% de segurança alimentar, pois é um problema de saúde pública”.

Na manhã de hoje, o comissário conversou com a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, sobre doenças transmitidas por insetos (Zika, Dengue, Chikungunya, Malária e outros), desenvolvimento de tratamentos e vacinas, resistência antimicrobiana, pesquisa sobre novos antibióticos contra hanseníase, entre outros temas.

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou nesta segunda feira a interdição de mais duas unidades frigoríficas alvos da Operação Carne Fraca, o Souza Ramos, em Colombo, e Transmeat, em Balsa Nova, ambos no Paraná.
(Fonte: Agência Brasil)

Referência em atendimento e qualidade no Laboratório Nakata


Suspensão de guincho em rodovias será discutida hoje na Câmara de PV

Cidade
 SESSÃO ORDINÁRIA 
(Foto: Reprodução)
Ocorre nesta segunda-feira (27), a 9ª sessão ordinária da Câmara de Presidente Venceslau, às 20h. Na ocasião serão apontados quatorze requerimentos e onze indicações. Além disso, serão indicadas: demarcação de estacionamentos, recuperação de calçadas, melhoria em iluminação pública, reformas em caixas d’água, limpeza do pátio da prefeitura, manutenção e fornecimento de materiais para o ESF da cidade, pintura de faixa de pedestres, recuperação de pavimentação e construção de obstáculos.

Dentro dos projetos propostos, estão inclusos o acréscimo de mais caixa eletrônicos no Banco do Brasil, para auto atendimento do público; renovação de contrato de prédio que funciona a IPREVEN; assim como disponibilizar  remuneração mensal do servidores ativos, inativos e pensionistas, no Portal da Transparência e suspensão de serviço de guincho em rodovias. 

As melhores formas de pagamentos na A+ Calçados


Cursos preparatórios na CEPO em Venceslau

Cidade
 CEPO 
A CEPO de Presidente Venceslau atende em novo telefone: (18) 3271-1331

A CEPO está localizada na Rua José Bonifácio, 31, no Centro da cidade.

O Whats App da CEPO é: (18) 99816-0708.

Curso de design de sobrancelha, operador de empilhadeira, instalação de som, máquina costura industrial, drenagem linfática e massagem, mecânica, rotinas de escritório e corte e costura, é na CEPO de Presidente Venceslau.

Trump vai criar escritório de inovação liderado por Kushner

Mundo
 CASA BRANCA 
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump,
conversa com Jared Kushner
(Foto: Reprodução)
O presidente Donald Trump confiou ao seu genro e assessor sênior Jared Kushner a tarefa de liderar um novo escritório na Casa Branca, com o qual pretende conciliar a ação do governo com ideias oriundas do mundo dos negócios, informou o jornal The Washington Post.

Kushner, de 36 anos, marido de Ivanka Trump, assumirá a chefia do Escritório de Inovação Americana na Casa Branca, que deverá ser apresentado oficialmente nesta segunda-feira, de acordo com o jornal. No cargo, Kushner terá autoridade para contornar a burocracia e deve realizar esforços implementar promessas de campanha do presidente, como o apoio aos veteranos de guerra. Segundo o Post, é possível que o escritório também conduza algumas privatizações de funções do governo.

“Todos os americanos, independentemente de suas visões políticas, podem reconhecer que a estagnação do governo dificultou nossa habilidade de funcionar devidamente, muitas vezes criando congestionamento generalizado e levando a custos extras e atrasos”, disse o presidente, em nota à publicação. “Prometi aos americanos que produziria resultados e que aplicaria ao governo a minha mentalidade de estar antecipado e dentro do orçamento”, acrescentou.

Em entrevista ao jornal, Kushner defendeu que “o governo deve ser gerenciado como uma grande empresa americana”. “Nossa esperança é que consigamos atingir sucesso e eficiência para os nossos clientes, que são os cidadãos”, disse. A unidade será ocupada por ex-executivos do mundo dos negócios e é planejada para levar pensamentos inovadores a Washington.

De acordo com o Post, os setores de tecnologia e de dados devem estar no centro da nova unidade. A Casa Branca já trabalha com referências do mercado, como o CEO da Apple, Tim Cook, e o fundador da Microsoft, Bill Gates, e organizou reuniões com líderes de inovação. Apesar de alguns dos executivos terem feito críticas públicas a ações de Trump, eles se mostraram dispostos a trabalhar com o presidente para solucionar problemas do governo.

Rússia
O Comitê de Inteligência do Senado americano decidiu interrogar Kushner como parte da investigação sobre possíveis interferências russas na eleição presidencial dos Estados Unidos,  informou o jornal The New York Times nesta segunda-feira. O assessor de Trump se encontrou com o embaixador da Rússia no país, Sergey Kislyak, em dezembro e, de acordo com a publicação, também se reuniu com o chefe de um banco estatal russo de desenvolvimento.

A porta-voz da Casa Branca Hope Hicks confirmou os dois encontros de Kushner ao Times e disse que o genro do presidente está disposto a falar com o Senado. “Ele não quer esconder nada e deseja ser transparente”, afirmou. Kushner era parte do time de transição de Trump e uma de suas funções era se reunir com líderes estrangeiros. A natureza tensa da relação entre Estados Unidos e Rússia durante a corrida eleitoral, porém, levantou questionamentos sobre as reuniões, que não foram levadas a público na época.
(Fonte: Veja)

Connect World Cursos Profissionalizantes


Experimente o Chopp Palazzo

Cidade
 20 ANOS DE QUALIDADE 
Há quase 20 anos o Chopp Palazzo vem se destacando pela sua qualidade e atende de Anastácio a Presidente Epitácio.

O que faz ser tão especial é o fato de respeitar o tempo necessário que a qualidade de um chopp exige.

O mosto resfriado recebe a levedura para a fermentação num processo natural que dura no total cerca de 10 dias.

Tomar o Chopp Palazzo é apreciar uma bebida produzida com rara qualidade e sabor incomparável.

Você pode pedir barril de 10, 15, 20, 30, 50 litros ou mais, com chopeira elétrica, cilindro a gás e instalação tudo incluso. O Rei do Chopp vai até onde você está.

Peça o Chopp Palazzo para a sua festa. Ligue (18) 99134-0985 e peça o melhor do chopp em Presidente Venceslau.

Antes do prazo, Sky já corta sinal da Record, SBT e RedeTV

Brasil
 CORTE DE SINAL 
Corte percorre dois sias antes do prazo estabelecido
(Foto: Reprodução)
A Sky cortou nesta segunda-feira (27/3) os sinais da Record, SBT e RedeTV! no Distrito Federal. Por lá, a transmissão de TV aberta só é possível por sistema digital. As informações são do colunista Daniel Castro, do portal UOL.

O corte na capital federal ocorre dois dias antes do prazo estabelecido pelas emissoras para tirar retirar seus sinais da Sky, Net, Oi e Vivo. O entrave ocorre por conta da dificuldade em chegar a uma proposta que remunere de forma justa as empresas de televisão.

Ao invés da programação das emissoras, a Sky está exibindo no DF um comunicado em que informa sobre a situação. “Por determinação do governo federal foi cumprido o calendário de desligamento do sinal analógico em sua região”, diz a mensagem.

Desde a última sexta (24), as três emissoras exibem ao longo de sua programação comunicados em que anunciam a saída da TV paga na quarta-feira (29), quando o sinal analógico será desligado na Grande São Paulo.

Vale lembrar que os sinais da Record, SBT e RedeTV! que a Sky distribui em Brasília e no restante do Brasil é o mesmo gerado em São Paulo. Isto é, se não houver acordo entre as operadoras e as emissoras em torno do sinal digital de São Paulo, a Sky e as outras empresas ficarão sem os sinais das três redes abertas em todo o país.
(Fonte: Jornal Opção)

Belas Artes Gesso com atendimento em toda a região


Pedro Parente é reconduzido para mandato de dois anos na Petrobras

Brasil
 ECONOMIA 
Presidente da Petrobras, Pedro Parente
(Foto: Reprodução)
O Conselho de Administração da Petrobras, reunido ontem (26), aprovou a recondução do presidente da estatal, Pedro Pullen Parente, para um mandato de dois anos no cargo. A recondução foi comunicada pela empresa ao mercado nesta segunda-feira (27).

Parente assumiu a presidência da companhia em 31 de maio do ano passado, em continuidade ao mandato do presidente anterior, Aldemir Bendine e agora, com a recondução, iniciará mandato de dois anos.

De acordo com o comunicado, a Petrobras assegura que o processo de recondução “seguiu as regras da Política de Indicação dos Membros do Conselho Fiscal, Conselho de Administração e Diretoria Executiva da Petrobras, tendo sido renovadas as análises de integridade e do cumprimento dos demais requisitos da posição. O Comitê de Indicação, Remuneração e Sucessão do Conselho de Administração da Petrobras avaliou toda a documentação pertinente e recomendou a aprovação do novo mandato ao Conselho de Administração da Companhia”. 
(Fonte: Agência Brasil)

Adquira óculos de sol na Canto do Olho


Terceirização: Temer deve sancionar projeto da Câmara

Brasil
 PROPOSTA 
Eventuais mudanças na terceirização podem ser
incluídas na reforma trabalhista
(Foto: Reprodução)
O presidente Michel Temer deve sancionar a proposta sobre terceirização aprovada na última quarta-feira pela Câmara. A proposta permite a terceirização irrestrita, ou seja, de todas as atividades da empresa. Hoje, não se pode terceirizar as chamadas atividades-fim (principal).

Temer avalia que o texto da Câmara, mesmo não sendo o ideal, dá segurança jurídica para empregados e empregadores.


No entanto, ele sinalizou que algumas mudanças na terceirização podem ser incluídas na reforma trabalhista, hoje na Comissão Especial da Câmara.

“A ideia é que, se houver qualquer tipo de problema, seja corrigido na reforma trabalhista”, disse o deputado Pauderney Avelino (DEM-AM).

Pauderney foi anfitrião de um almoço que, além de Temer, reuniu neste fim de semana os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE).

Eunício disse que o Senado vai examinar outro projeto, com regras mais brandas para a terceirização.

O problema é que Temer tem apenas 15 dias para sancionar ou vetar o projeto aprovado pela Câmara, prazo considerado muito apertado para que a outra proposta em análise passe pelo Senado.

O relator da reforma trabalhista, Rogério Marinho (PSDB-RN), disse à VEJA que haverá uma reunião amanhã com as presidências da Câmara, Senado e lideranças partidárias para tentar construir um consenso sobre a terceirização.

“Vamos conversar com o Senado e buscar um denominador comum que dê mais tranquilidade sobre os direitos do trabalhador e ao mesmo tempo não crie nova tensão sobre esse tema”, afirmou.

O objetivo é incluir na reforma trabalhista mecanismos de proteções ao trabalhador terceirizado.
(Fonte: Veja)

Ande na moda com Original Store


Mulher trabalha 5,4 anos a mais do que homem, diz estudo do Ipea

Brasil
 LEVANTAMENTO 
Mulheres trabalham 5,4 anos a mais que os homens,
aponta estudo do Ipea
(Foto: Reprodução)
A mulher trabalha 5,4 anos a mais do que o homem ao longo de cerca de 30 anos de vida laboral, segundo simulação do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O trabalho extra é resultado dos afazeres domésticos. O cálculo foi feito a partir de dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o Ipea, nesse período de aproximadamente 30 anos, as mulheres somam, em média, 22,4 anos de contribuição para a Previdência Social. Um total de 44,4% das mulheres às quais foram concedidas aposentadorias em 2014 atingiram até 20 anos de contribuição.

A pesquisadora do Ipea Joana Mostafá explica que essas informações foram obtidas por meio de uma parceria que possibilitou o acesso a microdados do extinto Ministério da Previdência Social – atualmente Secretaria da Previdência Social, vinculada ao Ministério da Fazenda.

Segundo Joana, as interrupções na contribuição previdenciária feminina são causados por situações como desemprego, trabalho informal, afastamento do mercado de trabalho para cuidar dos filhos, entre outras. Com base nesse cenário, o Ipea lançou uma nota técnica na última semana na qual defende que as idades de aposentadoria de homens e mulheres devem ser diferentes.

“A princípio, a diferença [no sistema em vigor hoje, em que a mulher se aposenta cinco anos mais cedo que o homem] é justificada”, disse a pesquisadora. Atualmente, para se aposentar, o homem deve acumular 35 anos de contribuição e a mulher, 30. Há ainda a opção da aposentadoria por idade, que exige 15 anos de contribuição e idade de 65 anos para o homem e 60 anos para a mulher.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 287/2016, de reforma da Previdência, atualmente em discussão na Câmara dos Deputados, altera esse modelo e estabelece como condição para a aposentadoria no mínimo 65 anos de idade e 25 anos de contribuição para homens e mulheres. Um dos argumentos do governo para a mudança é que as mulheres vivem mais que os homens.

Acordo social
Segundo dados do IBGE, ao atingir os 65 anos, a mulher tem uma sobrevida 3,1 anos superior à do homem. Mas, para Joana Mostafá, usar a sobrevida como base para equiparação das aposentadorias está em desacordo com a função da Previdência. “O acordo da Previdência é um acordo social. Ele visa, entre outras coisas, compensar algumas desigualdades do mercado de trabalho”, afirma.

A pesquisadora destaca que outros fatos, além da jornada dupla de trabalho, distanciam a realidade feminina da masculina. “Estamos falando da desigualdade ocupacional, da diferença de salários e da taxa de desemprego, que é maior entre as mulheres do que entre os homens. A mulher poderia contribuir mais [para a Previdência] se não fossem essas dificuldades”, afirma.

A pesquisadora Luana Mhyrra, professora do Departamento de Demografia e Ciências Atuariais da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), corrobora dizendo que os sistemas nos quais os participantes ganham de acordo com o que poupam e com o tempo que contribuem são modelos de capitalização, diferentes da proposta previdenciária brasileira.

“Os fundos de Previdência complementar [privados] são exemplos de fundos capitalizados, que atualizam e capitalizam o dinheiro aplicado pelo contribuinte. Isso não se aplica ao RGPS [Regime Geral da Previdência Social] do Brasil, uma vez que quem contribui hoje não o faz para sua própria aposentadoria e sim para aqueles que já estão aposentados. Pensar que a mulher precisa contribuir mais porque vive mais é coerente quando se pensa em um fundo capitalizado”, ressalta.

Queda na desigualdade
De acordo com o governo, ao equiparar-se a idade de aposentadoria masculina e feminina, a desigualdade no mercado de trabalho tende a cair. Recentemente o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou que a defasagem entre os salários de homens e mulheres acabará em até 20 anos.

A pesquisadora Joana Mostafá admite que tem havido uma redução na desigualdade de renda. Segundo ela, dados da Pnad apontam que em 1995 o rendimento da mulher equivalia a 55% do rendimento dos homens. Passados 20 anos, em 2015, esse percentual havia subido para 76%. Joana alega, entretanto, que a melhora não é verificada em outros indicadores. Ela cita como exemplo a participação da mulher no mercado de trabalho. “Desde 2005, está em 60%. Não se move”, afirma.

Em debate na Câmara dos Deputados, a assessora especial da Casa Civil da Presidência da República Martha Seiller disse que as justificativas para manutenção da diferença de idade mínima para aposentadoria entre homens e mulheres já não se sustentam como antigamente.

Martha lembrou que a pirâmide demográfica brasileira está cada vez mais desfavorável à manutenção de um sistema previdenciário equilibrado, já que a base jovem tem diminuído, devido à queda na taxa de natalidade, ao crescente número de idosos no topo, com o avanço da expectativa de vida. "Como é que esse sistema previdenciário sobrevive com uma mudança tão brusca na taxa de natalidade e expectativa de vida sem passar por mudanças?", questionou.

A assessora da Casa Civil disse que as regras de transição previstas na reforma para vigorar em 20 anos podem compensar as desigualdades ainda existentes. Ela acrescentou que a diferença de cinco anos é a maior entre os regimes de outros países que ainda consideram a necessidade de diferenciação.
(Fonte: Agência Brasil)

Ande na moda com Selma Calçados


Eleições fazem Renan virar aliado com discurso de oposição

Brasil
 OPERAÇÃO LAVA JATO 
O senador (PMDB-AL)
(Foto: Reprodução)
A Operação Lava Jato e a disputa de 2018 empurraram o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros (AL), para o inédito posto de aliado com discurso de oposição. Réu no Supremo Tribunal Federal (STF) acusado por peculato e alvo de outros onze inquéritos, Renan é candidato a um novo mandato e se movimenta cada vez mais para se descolar do governo de Michel Temer, aproximando-se do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Com essa história de criminalizar todo mundo, o Lula vai fazer um passeio em 2018”, afirmou o ex-presidente do Senado, em conversa com amigos. Quis dizer com isso que, se o petista não virar “ficha suja” pela Lava Jato, não haverá páreo para ele. “A Lava Jato tem a responsabilidade de mostrar quem é culpado e quem é inocente. Será que teremos de fazer uma nova lei de financiamento e contratar uma cartomante para ver se ela valerá daqui a dez anos?”, provocou o senador.

Além de se sentir “desprestigiado” pelo governo – que, na sua avaliação, faz afagos a seus rivais, como o ministro dos Transportes, Maurício Quintella (PR-AL), e o senador Benedito de Lira (PP-AL) –, Renan tem a impopularidade de Temer como termômetro para seus movimentos políticos. Ele prevê uma eleição difícil em Alagoas, onde o governador Renan Filho também é candidato ao segundo mandato. É nesse cenário que se encaixa sua “rebeldia”.

O líder do PMDB vai iniciar nesta semana uma articulação para que Temer vete o projeto de terceirização, aprovado na quarta-feira pela Câmara. “Se houver sanção presidencial, haverá precarização, jornadas ampliadas, salários reduzidos, mais acidentes de trabalho, menos emprego e menor arrecadação”, escreveu ele no sábado, em sua página no Facebook.

Autor do projeto que endurece a lei do abuso de autoridade, prevendo a punição de procuradores e juízes, Renan atirou, nos últimos dias, na direção do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, sob o argumento de que há “muita improvisação” no governo. Referia-se à ideia da equipe econômica de aumentar impostos para evitar que o corte de despesas no Orçamento seja muito alto, mas aproveitou a deixa para alvejar novamente a reforma da Previdência.

“Se o que está lá é para negociar, então o governo não pode pôr o PMDB para defender isso”, respondeu ele. “Fazer a reforma que o mercado quer é um erro de estratégia. O PMDB não pode ser coveiro de trabalhador nem de aposentado”, afirmou Renan.
(Fonte: Veja)

A sua chance do carro zero está na Liane Veículos


Anvisa adiciona mais 28 itens à lista de substâncias entorpecentes

Brasil
 ENTORPECENTE 
Substâncias anabolizantes, abortivas ou que causam
má-formação fetal também são enquadradas na lista
(Foto: Reprodução)
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) adicionou, na segunda-feira (20), 28 itens nas Listas de Substâncias Entorpecentes, Psicotrópicas, Precursoras e Outras sob Controle Especial.

Dentre os itens aprovados há a inclusão de 12 substâncias controladas, 13 adendos quanto à regulação dessas substâncias e três novos sinônimos dos controlados.

As listas completas e atualizadas dos substâncias foram publicadas na resolução RDC 143/17 no Diário Oficial da União (DOU) da segunda.

Substâncias controladas
As chamadas substâncias controladas ou sujeitas a controle especial são substâncias com ação no sistema nervoso central e que podem causar dependência física ou psíquica, motivo pelo qual necessitam de um controle mais rígido do que o controle das substâncias comuns.

Também se enquadram na classificação de medicamentos controlados, segundo a Portaria SVS/MS n. 344/1998:
substâncias anabolizantes;
substâncias abortivas ou que causam má-formação fetal;
substâncias que podem originar psicotrópicos;
insumos utilizados na fabricação de entorpecentes e psicotrópicos;
plantas utilizadas na fabricação de entorpecentes, bem como os entorpecentes;
substâncias químicas de uso das forças armadas;
substâncias de uso proibido no Brasil.
(Fonte: Portal Brasil)

Confira os móveis planejados da João Móveis


Índios vão receber R$ 4 mi da Gol após mais de dez anos de acidente aéreo

Brasil
 CASO EM 2006 
Após mais de dez anos da queda do voo 1907 da Gol no meio da floresta amazônica em Mato Grosso, uma comunidade indígena deve receber em até 60 dias uma indenização de R$ 4 milhões por danos ambientais, materiais e imateriais. O acidente aéreo matou 154 pessoas.

O acordo extrajudicial, intermediado pelo Ministério Público Federal, foi assinado no dia 17 de março entre representantes da empresa e lideranças indígenas.

O dinheiro será depositado após a homologação administrativa do termo em uma conta bancária controlada pelo Instituto Raoni. O Ministério Público Federal e a Funai (Fundação Nacional do Índio) vão fiscalizar o uso do dinheiro.

Resgate avião da Gol
Segundo a alegação da comunidade indígena, a permanência dos destroços do voo inviabiliza o uso de uma grande porção de terra dentro de uma reserva indígena. De acordo com as crenças do povo caiapó, as mortes ocorridas naquele local não permitem o uso da terra para caça, pesca e habitação.

Em 29 de setembro de 2006, o Boeing da Gol se chocou com o jato Legacy da empresa americana ExcelAire, que havia decolado de sua fábrica no interior paulista, e causou a morte de 154 pessoas. Os cinco ocupantes do jato não se feriram. Embora condenados no Brasil a três anos e um mês de prisão, os dois pilotos do Legacy estão soltos nos Estados Unidos.

Acidente voo 1907 da Gol
Logo após a tragédia, soube-se que os radares do sistema aéreo brasileiro não eram capazes de cobrir todo o território nacional e que os rádios não alcançavam os pilotos em determinadas áreas do país, naqueles vácuos chamados de "buracos negros" da aviação.

Segundo investigação da Aeronáutica, a colisão do Legacy com o Boeing da Gol só foi possível graças a uma sequência de erros dos controladores de voo e ao desligamento, pelos pilotos, do sistema de transponder do Legacy, que informa ao radar do controle aéreo a altitude correta do avião e dá o sinal de alerta diante da aproximação perigosa de outra aeronave.
(Matéria extraída do Jornal Folha de S.Paulo)

O melhor bacalhau está na Super Pão


Ministério da Agricultura interdita dois frigoríficos alvos da Carne Fraca

Brasil
 ECONOMIA 
Governo interditou mais dois frigoríficos no Paraná 
O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) anunciou hoje (27) a interdição de mais duas unidades frigoríficas alvos da Operação Carne Fraca, o Souza Ramos, em Colombo, e Transmeat, em Balsa Nova, ambos no Paraná.

Os dois frigoríficos estão entre os 21 investigados na operação da Polícia Federal (PF), deflagrada dia 17 de março para apurar suspeitas de irregularidades na produção de carne processada e derivados, bem como na fiscalização do setor.

Outras três unidades já haviam sido interditadas pelo ministério no dia 17. As unidades da Peccin Agro Industrial em Curitiba (PR) e Jaraguá do Sul (SC), onde são produzidos embutidos (mortadela e salsicha), e da BRF (dona das marcas Sadia e Perdigão, entre outras), em Mineiros (GO), onde é feito o abate de frangos.

O ministério não especificou os motivos das novas interdições. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, concederá entrevista coletiva esta tarde para apresentar um balanço da operação.
(Fonte: Agência Brasil)

Páscoa Feliz é no Lojão do Bonfim


Eletroforça Ferramentas e Trapp fazem promoções nesta segunda

Cidade
 COMÉRCIO 
 
Equipamentos estão em exposição para demonstração e comercialização
(Fotos: Wagner Bueno/PORTAL BUENO)
Nesta segunda-feira (27) a equipe da Eletroforça Ferramentas recebe em Presidente Venceslau o diretor técnico de supervisão da Trapp, Silvio do Amaral, que faz exposição e demonstração de produtos da conceituada marca que atua na linha de jardinagem. São oferecidos diversos equipamentos com preços e promoções especiais ao longo do dia. 

Dentre as novidades está o aparelho para triturar galhos e resíduos. O equipamento está a disposição dos clientes e o supervisor da Trapp faz demonstração do funcionamento do aparelho. 

A Eletroforça Ferramentas preparou condições promocionais para esta segunda-feira e o atendimento segue até às 18 horas na avenida D.Pedro II, 210, centro de Presidente Venceslau. O telefone para mais informações é (18) 3271 6773.

O diretor técnico Silvio do Amaral e a gerente de vendas da Eletroforça Ferramentas, Andréia Rosário, falaram das promoções e atividades que estão programadas para hoje. Aperte o play abaixo e ouça.